OPINIÃO: Quem é vice de quem em Aquidabã?


- 18 de janeiro de 2016 | - 12:42 - - Home » » » »

RENOVADO OU “RECAUCHUTADO”?

O ex-prefeito de Aquidabã, Eurico de Souza Filho (PSC), concedeu uma entrevista essa semana na Aquidabã FM 104.9, e falou um pouco sobre sua trajetória política, além de reforçar sua pré-candidatura a Prefeitura nesse pleito. Eurico administrou Aquidabã entre 2001 a 2008, elegendo seu sucessor, Marcos José Barreto. Para alguns, Eurico foi um dos melhores prefeitos que a cidade já teve, e dentre os ultrapassados ainda se sobressai pela sua capacidade administrativa. Para outros, ele não trouxe nada de novo, e continua com o velho discurso, recheados de promessas ilusórias. Tirem suas conclusões eleitores!

SE JUNTA OU NÃO?

Eurico desmentiu mais uma vez as especulações de que estaria conversando com o atual prefeito sobre as eleições desse ano. Para o ex-prefeito, a possibilidade de se unir com Carlinhos é zero, considerando que os dois sempre foram oposição na história recente da política municipal. A quem discorde, mas a nossa coluna acredita que a união desses dois promove um suicídio político sem tamanho para ambas as partes. Para relembrar, em 1996 Eurico disputou com Carlinhos e perdeu. Já em 2000 e 2004 Eurico venceu Carlinhos. Em 2008 Carlinhos não lançou candidato e Eurico elegeu o sucessor. Então tá!

QUEM É VICE DE QUEM?

Nos bastidores da política, não se comenta outra coisa a não ser quem será o vice de Dr Mário (PRB), que segundo informação não oficial, lidera as pesquisas em Aquidabã. Há quem diga que se o médico não fechar com o ex-prefeito Eurico ou com o atual Prefeito Carlinhos, estes não indo para campanha, provavelmente o vice virá do PT, haja vista que é o partido dos trabalhadores que dá sustentação política ao grupo. O vereador Juscélio Jersey PT é o primeiro desta lista. Outro nome especulado pelo grupo é o de Luizinho, sobrinho de Dr João. Ele nega interesse, e disse que nesse momento o foco é outro, mas, ele é o nome mais aceito entre os integrantes, como nossa coluna apurou. Bastidores esquentando!

CADÊ O BOM PAGADOR?

Para quem se elegeu com a fama de bom pagador, encontra-se hoje muito diferente do que pregado em 2012! Assim é a realidade da atual administração do Prefeito José Carlos dos Santos “Carlinhos” (PMDB). Além de dever décimos terceiros, terços e sextos de férias e reajustes desde que iniciou sua gestão, os atrasos no pagamento dos salários é uma triste realidade vivida pelos trabalhadores da cidade. Hoje já são 18 de janeiro, e nada do pagamento do salário de Dezembro. Ninguém da administração informa, mas os servidores estão apreensivos com um suposto parcelamento. Haja sofrência

CADÊ O BOM PAGADOR II?

Enquanto Carlinhos continua sendo Prefeito, o sofrimento das mães e pais de família continua. Frequentemente presenciamos trabalhadores reclamando das dificuldades. Alguns afirmam que falta o pão na mesa para dar aos seus filhos, e com os olhos cheios de lágrimas, aguardam o depósito para em fim fazer a feira. Desumano!

CADÊ O BOM PAGADOR III?

Amanhã, nossa coluna publicará alguns dados com gastos exorbitantes na Prefeitura Municipal de Aquidabã. São montantes com combustível, locação de veículos e festas! Além do total pago a uma empresa para fazer a limpeza pública que usava funcionários da Municipalidade. Para se ter uma ideia do absurdo, essa empresa virou alvo de uma CPI na Câmara de Vereadores de Aquidabã e o processo encontra-se no Ministério Público. Para a administração, a desculpa é a crise e a redução dos repasses federais, mas eu lhe pergunto caro leitor, se houvesse redução nesses gastos, será que as coisas estariam diferentes? É o sistema, infelizmente!

FILOSOFANDO

O professor e crítico político Gilmar Campos, publicou nas redes sociais um belíssimo texto a respeito da verdadeira mudança. Faço questão de republicar aqui na coluna.

“Os políticos tradicionais, em nosso município, via de regra, não aprenderam a fazer política com a participação do povo, preferem os atalhos como uma forma mais fácil para se chegar ao poder. Com isso, cooptam aliados crônicos com dinheiro, praticam o assistencialismo descarado, corrompem eleitor e chegam ao poder endividados e, agiotas batem à porta da Prefeitura, e as promessas de palanque tornam-se mentirosas, enfim, um engodo!
Os cientistas políticos do município apregoam a ideia de que é preciso grupo para ganhar a eleição. Que grupo? Composto de pessoas carcomidas, viciados crônicos conhecidos do povo?
Entendo que uma proposta de mudança se constrói com a participação do povo, o povo é o protagonista das mudanças em seu município. Se não for assim, vamos continuar na mesmice!
O povo não aguenta mais!”.

Até amanhã!

Por: Genison Balbino
Whatsapp: 99888-9534
Enium Soluções Digitais

Deixe seu comentário!