Homicídios crescem quase 13% em Sergipe


- 10 de outubro de 2015 | - 9:32 - - Home »

policiaEstatística divulgada pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública revela Sergipe com a terceira maior taxa de crescimento no número de homicídios registrados na região Nordeste. Conforme o anuário publicado na íntegra na noite da quinta-feira, 8, no site da entidade, em Sergipe, o número de mortes violentas intencionais cresceu 12,8% em 2014, se comparado com as ocorrências do ano anterior. Em 2013, foram registrados 952 casos, subindo para 1.086 no ano seguinte.

As maiores taxas de crescimento neste item estão nos estados do Piauí, com 32,4%, e Maranhão, com 20,6%, enquanto o Ceará apresentou a menor taxa de crescimento, com 0,6%. Saindo da região Nordeste, verifica-se que em Rondônia, o índice de mortes violentas intencionais caiu 33% naquele período e São Paulo apresentou crescimento de 1,7%.

O número de homicídios dolosos também cresceu em Sergipe. Comparado com os dados de 2013, os homicídios dolosos no estado passou de 880 para 999, apresentando variação de 12,3%. Neste item, Sergipe se mantém em terceiro com a maior taxa de crescimento entre os estados nordestinos. As maiores variações estão no Piauí [34,9%], e Rio Grande do Norte [23%].  O estado do Ceará se mantém com a menor variação na região Nordeste, com aumento de 1,3% no número de homicídios.

Na região Norte, Roraima apresentou uma sensível queda na taxa de homicídios [- 28,6%] e, no Sudeste, o índice de homicídios caiu no estado de São Paulo [-5,3%].

Outras mortes

Os casos de latrocínios reduziram em 2014 no estado de Sergipe. Em 2013, foram registrados 35 casos, contra 33 ocorridos nos ano seguinte [-6,7%]. Conforme o relatório, a queda no número de latrocínios em Sergipe é superior à queda verificada no Estado de São Paulo, que apresentou variável negativa de -2,4%. Já as lesões corporais seguidas de morte cresceram em Sergipe. Em 2013, foram oito casos, mas em 2014 este número subiu para 11, com uma variação de 36%.

O número de pessoas mortas em confronto com a polícia passou dos 29 casos em 2013 para 43 no ano seguinte, um aumento equivalente a 48,27%, conforme o anuário divulgado pelo Fórum. De acordo com o anuário, nestes dados não estão citadas as corporações e referem-se apenas a ocorrências em serviço.

Em Sergipe, caiu o número de mortes provocadas por acidentes de trânsito classificadas como homicídio culposo, saindo dos 419 casos em 2013 para 372, no ano seguinte. Outros homicídios culposos também caíram em Sergipe, saindo dos 31 registrados em 2013 para 28 no ano seguinte, verificando queda de quase 11%.

O secretário Mendonça Prado, da Segurança Pública, não questiona os dados, mas faz uma reflexão sobre a metodologia utilizada pelos estados brasileiros para contabilizar as ocorrências. “Estes dados podem ser mascarados pelos estados porque não há uma planilha, não há um padrão para o envio destes dados. Temos que aprimorar este sistema”, considerou Mendonça Prado, considerando que a polícia sergipana está realizando um trabalho de excelência para elucidar os crimes, reduzir a violência e identificar e prender os autores dos delitos.

Infonet

Por: Mateus Santos
Atualmente na redação do Portal Mais Sertão de Nossa Senhora da Glória. Natural de Itabaiana, apaixonado por tecnologia, mídias e redes sociais.
Enium Soluções Digitais

Deixe seu comentário!