Vereadores aliados de Valmir de Francisquinho dizem confiar nele, mas não assinam CPI para investigar verbas do COVID-19


- 20 de abril de 2021 | - 8:55 - - Home » » »

As pautas das sessões da Câmara de Vereadores de Itabaiana tem sido destaque na imprensa do estado, pelo fato dos temas abordados serem bastante polêmicos.

O vereador e considerado líder de oposição, Alex Henrique, decidiu criar a CPI que tem como objetivo buscar transparência nos gastos dos recursos enviados pelo governo federal para combater a COVID no ano de 2020, período em que Valmir de Francisquinho era o prefeito da cidade. Porém, as ações que foram efetivadas por parte da gestão da época, continua sendo questionada pelos vereadores de oposição, inclusive a lavagem de ruas em períodos de chuva e a falta de barreiras sanitárias nas entradas da cidade.

A CPI ganhou força por parte dos vereadores opositores, que inclusive já assinaram a mesma, foram eles: Alex Henrique, Ivoni, Cabeça de Porco, Escovinha, Anderson de Catulino e David.

Já os parlamentares de aliados ao grupo lidera por Valmir, decidiram não assinar, que são eles: Marcos Oliveira, Paulinha, Vagner de Olímpio Grande, Vaguinho de Leitoa, Joãozinho do Lagamar, Moisés de Aciole, Breno de Vardo e Pedro da Agrovila.

Já dizia o ditado popular narrado pelos mais velhos, “QUEM NÃO DEVE, NÃO TEME” e “SEGURO MORREU DE VELHO”.

Estaria o líder Valmir orientando os liderados para não aderirem a CPI, já que supostamente teme o resultado?

Ou, estaria o líder se assegurando para que isso não te atrapalhe nas eleições do próximo ano, já que ele está com cartão amarelo e quer evitar o vermelho no jogo político?

“MEU FI, TU VAI VER COISA, TU VAI VER COISA”, Jotinha.

 

Por: Redação Mais Sertão
Portal de notícias fundado em 2015 a partir do até então 'Portal Mais Glória'. Somos coordenados por uma equipe de jornalistas comprometidos com a imparcialidade e exibição de notícias em tempo real.
Enium Soluções Digitais

Deixe seu comentário!