Suspeitos de terem assassinado o policial gloriense Juarez Medrade são presos


- 22 de setembro de 2017 | - 6:45 - - Home » » »

As investigações que tiveram início há oito meses resultaram na prisão de Adomarcos Silva Souza, vulgo Donga; Cleciano Vieira Santos, conhecido por Gordo; e Adagilson Nunes de Jesus. O delegado Dernival Eloi, responsável pelo caso, informou que durante a operação, um outro suspeito resistiu a prisão e foi morto em confronto. Ele foi identificado como Uílson Gonçalves de Souza.

De acordo com o delegado, eles também são investigados pelos assassinatos do cabo da Polícia Militar Juarez Medrade, em 2012, e do ex-vereador do município de Poço Redondo Claudeir dos Santos, em março deste ano. “Eles já cometeram homicídios em Sergipe, na Bahia e em Pernambuco e já foram presos em flagrante. Estamos analisando a hipótese deles terem cometido o homicídio em desfavor do presidente da Câmara de Carira”, detalhou.

Com o trio, foram apreendidas três pistolas, uma escopeta e um fuzil, e segundo o delegado, eles também estariam envolvidos em casos de assalto a bancos. “Estamos investigando o envolvimento deles com assalto a banco, tendo em vista o armamento que estava sendo utilizado. Temos a confirmação da participação deles em roubos de carga e em roubo de gado”, explicou.

Ainda conforme o delegado, a polícia não descarta a participação de outras pessoas na quadrilha. “Nós já temos outros mandatos de prisão a serem cumpridos, estamos diligenciando e certamente outras pessoas serão presas”, afirmou.

A operação do Cope teve o apoio do Grupo Especial de Repressão e Busca (Gerb) e Pelotões de Caatinga de Sergipe e Bahia.

Por Yago de Andrade e Aisla Vasconcelos

Infonet

Relembre o caso.

25/08/2012

Na madrugada deste sábado, dia 25, o Policial Militar Juarez Medrade dos Santos Barreto, 38 anos, foi atingido por disparos de arma de fogo, efetuados por dois pistoleiros no município de Carira, e veio a óbito.

Segundo informações, Juarez se encontrava em um bar no povoado Descoberto em Carira, quando dois elementos fortemente armados chegaram com a intenção de matar o agiota Givaldo Tavares da Cunha, 45 anos. O policial tentou evitar o assassinato de seu colega, mais foi atingido.

O agiota Givaldo Tavares também foi morto, e mais 3 pessoas ficaram feridas, e encaminhadas ao HUSE. No local do crime, a polícia encontrou uma pistola descarregada, supostamente utilizada pelo cabo da polícia, e ainda segundo informações, o agiota havia chegado da cidade baiana, Coronel João Sá, onde teria ido receber um dinheiro.

O Policial Militar Juarez Medrade era natural do município de Nossa Senhora da Glória, onde seu corpo será enterrado.

Da redação Itnet, Aparecido Santana.

Por: Paulo Pereira
Repórter do Programa Fala Sertão da FM Boca da Mata, Repórter da Rio FM e Diretor Executivo do Portal Mais Sertão. Radialista: DRT 5.1149/SP SINAJ: 06/17
Enium Soluções Digitais

Deixe seu comentário!