Postado em Cidades» Plantão» Slide - 2 de fevereiro de 2018 - 8:41 - Sem Comentários

Sukita nega participação em assassinato de pastor evangélico 

Áudio revela R$ 100 mil para compra de votos para candidata de Sukita

O ex-prefeito de Capela Manuel Sukita negou, na manhã desta sexta-fieira, dia 2, ter mandado assassinar – ou algum envolvimento – no crime de homicídio que vitimou o pastor evangélico Manuel Messias Andrade Santos, 40, que foi morto, após levar oito tiros de revólver, ontem, à porta de uma igreja em Capela. Hoje pela manhã, o radialista Gilmar Carvalho veiculou, na Mix FM, um áudio gravado pelo próprio pastor no qual ele diz ter transportado R$ 100 mil em um veículo para comprar votos para a então candidata a prefeita apoiada por Sukita, em 2012, Josefa Paixão de Santana.

“Não tenho medo dos supostos capangas dela”, deixou registrado o pastor Manuel Messias, prometendo fazer outras revelações e falando ainda que “muitos” compraram motos e carros com o suposto dinheiro da campanha.

Acordado

Ao ser acordado, literalmente, por um telefonema da produção do programa do radialista Gilmar Carvalho, por volta das 7 horas, Sukita negou qualquer participação do homicídio. “O que é que eu posso dizer? Sergipe sabe da minha história. Não esperava nunca que me colocassem para falar de uma situação como essa. Estou chocado”, disse Sukita.

O ex-prefeito de Capela, e atual secretário e esposa da prefeita Silvany Sukita, acredita que o envolvimento do seu nome no episódio deve-se à oposição. “A oposição de Capela quer fazer o estardalhaço para tentar denegrir minha imagem como sempre foi o papel dela. Isso é inaceitável. Sou um homem cristão temente e Deus. Jamais me submeteria a nenhum tipo de absurdo”, disse Sukita.

Do Universo

Por: Paulo Pereira
Repórter do Programa Fala Sertão da FM Boca da Mata, Repórter da Rio FM e Diretor Executivo do Portal Mais Sertão. Radialista: DRT 5.1149/SP SINAJ: 06/17
Enium Criação de Sites

Deixe seu comentário!