‘Sou Messias, mas não faço milagre’, diz Bolsonaro sobre mortes por coronavírus


- 29 de abril de 2020 | - 1:04 - - Home » » » »

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foi questionado na noite desta terça-feira (28) sobre o fato de o Brasil ter superado a China no número oficial de mortes pelo novo coronavírus.

“E daí? Lamento. Quer que eu faça o quê? Eu sou Messias, mas não faço milagre”, disse, em referência ao próprio sobrenome. “Mas é a vida. Amanhã vou eu. Logicamente, a gente quer ter uma morte digna e deixar uma boa história para trás. O que eu mais quero é entregar um Brasil muito melhor do que eu recebi para quem vier me suceder.”

Bolsonaro voltou a se negar a mostrar o exame que, segundo ele, mostrou que não teve COVID-19. “Da minha parte, não tem problema nenhum em mostrar, mas quero ter o direito de não mostrar”, afirmou. “Daqui a pouco vão querer saber se eu sou virgem ou não”.

Segundo o Ministério da Saúde, 474 novas mortes foram confirmadas nas últimas 24 horas, totalizando 5.017 no país. É a maior elevação diária do número de mortes para um único dia, lembrando que esse número diz respeito aos óbitos que foram confirmados no período, independentemente da data em que tenham ocorrido.

De acordo com os números da Organização Mundial da Saúde (OMS), a China registra 4.643 mortes decorrentes da COVID-19. De acordo com a atualização divulgada pelo governo federal, o número de casos no Brasil cresceu 8,1%, chegando a 71.886 (acréscimo de 5.385 casos). Na China, são 84.347 casos.

Da CNN, em São Paulo

Por: Redação Mais Sertão
Portal de notícias fundado em 2015 a partir do até então 'Portal Mais Glória'. Somos coordenados por uma equipe de jornalistas comprometidos com a imparcialidade e exibição de notícias em tempo real.
Enium Soluções Digitais

Deixe seu comentário!