Postado em Cidades» Plantão» Slide - 9 de outubro de 2018 - 8:35 - Sem Comentários

SAÚDE: O papel da nutrição no processo de cicatrização de feridas em pacientes acamados

O estado nutricional inadequado é observado comumentemente em internações hospitalares de longo prazo, com destaque para desnutrição. Por esse motivo, é importante que haja conhecimento da necessidade de uma boa alimentação nesse período. As proteínas, por exemplo, têm um papel fundamental no processo de cicatrização de acamados. A cicatrização é solicitada pelo corpo em casos de queimaduras leves ou graves e em alguns outros tipos de ferimentos e lesões.

É importante pontuar que não só as proteínas devem estar presentes na alimentação do paciente nesse período, pois é importante um equilíbrio nutricional levando em consideração os macros e micronutrientes, afim de manter todas as funções do organismo ativas. A cicatrização passa por três fases: inflamatória, proliferativa e maturação, ambas precisam de energia para ocorrer, isso quer dizer que além da proteína, se você conhece alguém que está acamado passando pelo processo de cicatrização, ele também precisa de um bom consumo de carboidratos, pois eles são a principal matéria prima para produção de energia.

Na primeira fase, a inflamatória, o corpo solicita uma maior quantidade de vitamina K, pois essa contribuirá para diminuição da perda de sangue. O que mais chama atenção nisso, é que a vitamina K é lipossolúvel, juntamente com as vitaminas A, D e E. Isso quer dizer que para essa vitamina ser absorvida e bem aproveitada pelo corpo, o paciente precisará ter um bom consumo de gorduras, pois é nesse meio que essas vitaminas serão absorvidas, mas não estou falando daquela gordura de salgados por exemplo, e sim as gorduras consideradas boas, como as que tem em abacate, azeite e coco.

Perceba que só nesse começo da cicatrização, o corpo já solicitou proteínas, carboidratos e lipídios de boa qualidade, todos os macronutrientes, além da vitamina K, um micronutriente e muitas outras vitaminas e minerais que serão utilizados pouco a pouco. Ou seja, quando se está passando por um momento delicado de saúde, a alimentação é essencial para recuperação do paciente. Para isso, os hospitais precisam ter a disposição um nutricionista que produza os planos alimentares individuais de cada um. Se você conhece alguém que precisa de cuidados em casa, esse serviço pode ser realizado por empresas de home care, que contam não só com nutricionistas, mas com vários outros profissionais de saúde, procure a empresa mais próxima a você.

 

Por: Tatiane Ferreira

Monte Alegrense, graduanda em nutrição, integrante do grupo de pesquisa interdisciplinar em saúde (GEPISA), líder na pastoral da criança, instituição de ação social da CNBB, voltada para o acompanhamento e orientação de famílias no que diz respeito a ações básicas de saúde, educação, nutrição e cidadania. Ministrante do curso Nutrição e dietética pelo PAEBS. Idealizadora do Blog Nutrição e Biologia: Saúde e ambiente em foco. Tem textos publicados na seleta do 4° encontro sergipano de escritores, 2° encontro de escritores canindeenses e convidados, 1° e 2° encontro dos escritores montealegrenses, entre outras obras reconhecidas. Tem interesse especial em neonatologia e neuronutrição, está sempre aberta para diálogos que agreguem conhecimento dentro da sua futura profissão e fora dela.

E-mail: [email protected]; Instagram: _tatinutri

Por: Redação Mais Sertão
Portal de notícias fundado em 2015 a partir do até então 'Portal Mais Glória'. Somos coordenados por uma equipe de jornalistas comprometidos com a imparcialidade e exibição de notícias em tempo real.
Enium Criação de Sites

Deixe seu comentário!