Postado em Cidades» Plantão» Slide - 19 de outubro de 2018 - 9:31 - Sem Comentários

SAÚDE: Nutrição funcional no tratamento de dores crônicas

 

O suporte nutricional no tratamento de pacientes com dores crônicas, como nos casos de fibromialgia, febre reumática, artrite reumatoide e entre doenças, é comprovadamente eficiente, no entanto, ainda é pouco discutido pelos profissionais de saúde. Através da nutrição funcional, é possível avaliar e tratar as dores observando os seguintes aspectos:

  • Estresse oxidativo e metabolismo energético
  • Regulação hormonal e de neurotransmissores
  • Digestão, absorção e integridade da barreira intestinal
  • Destoxificação e biotransformação hepática (alimentos, drogas e xenobióticos)
  • Suporte imunológico
  • Integridade estrutural do indivíduo
  • Processo inflamatório
  • Equilíbrio psicológico e espiritual (interação corpo e mente)

(BRIOSCHI; YENG; TEIXEIRA, 2009).

Utilizando como exemplo a fibromialgia, alguns dos sintomas são fadiga, dor e redução das funções. Sabendo disso, o nutricionista irá elencar através dos alimentos ou suplementos alimentares, os nutrientes que fazendo uso de algumas vias metabólicas, podem diminuir os sintomas. Nesse caso, é recomendada a utilização da suplementação de coenzima Q10, niacina, riboflavina, tiamina, ácido lipóico, magnésio e outros nutrientes que juntos sejam capazes de aumentar a produção de energia no corpo e consequentemente diminuir a fadiga do paciente.

Aliada a suplementação prescrita pelo nutricionista, é essencial o planejamento dietético que contemple todos esses nutrientes considerados necessários, sendo assim, seria interessante o uso de cereais, legumes, vegetais, miúdos como fígado e coração, peixe, feijão, leite, ovos, entre outros. É importante lembrar que antes de adicionar ou retirar algum alimento das suas refeições, é importante procurar um nutricionista para receber recomendações individuais, personalizadas para você, principalmente porque geralmente quem tem alguma doença que resulta em dores crônicas também tem outras peculiaridades que devem ser levadas em consideração. Procure um nutricionista e intensifique o seu tratamento através da alimentação.

 

Por: Tatiane Ferreira

 

Monte Alegrense, graduanda em nutrição, integrante do grupo de pesquisa interdisciplinar em saúde (GEPISA), líder na pastoral da criança, instituição de ação social da CNBB, voltada para o acompanhamento e orientação de famílias no que diz respeito a ações básicas de saúde, educação, nutrição e cidadania. Ministrante do curso Nutrição e dietética pelo PAEBS. Idealizadora do Blog Nutrição e Biologia: Saúde e ambiente em foco. Tem textos publicados na seleta do 4° encontro sergipano de escritores, 2° encontro de escritores canindeenses e convidados, 1° e 2° encontro dos escritores montealegrenses, entre outras obras reconhecidas. Tem interesse especial em neonatologia e neuronutrição, está sempre aberta para diálogos que agreguem conhecimento dentro da sua futura profissão e fora dela.

E-mail: [email protected]; Instagram: _tatinutri

Por: Redação Mais Sertão
Portal de notícias fundado em 2015 a partir do até então 'Portal Mais Glória'. Somos coordenados por uma equipe de jornalistas comprometidos com a imparcialidade e exibição de notícias em tempo real.
Enium Criação de Sites

Deixe seu comentário!