PF indicia 30 pessoas suspeitas de desviar verbas públicas no município de Canindé


- 31 de julho de 2020 | - 10:15 - - Home » » »

A Polícia Federal em Sergipe informou nesta sexta-feira (31) que indiciou 30 pessoas, incluindo servidores públicos, suspeitas de envolvimento em ações criminosas de desvios de verbas públicas no município de Canindé do São Francisco. As fraudes foram alvos da Operação Acesso Negado, deflagrada entre 2015 e 2019.

De acordo com as investigações, foram constatadas irregularidades na parceria firmada entre a municipalidade e uma organização da sociedade civil de interesse público (Oscip), seguida de contratação direta de pessoas físicas e jurídicas pertencentes ao grupo em processos de inexigibilidade de licitação fraudulentos, com desvio de valores, que à época, ultrapassavam R$ 1 milhão. O G1 entrou em contato com a assessoria de comunicação da prefeitura, mas não obteve retorno até a última atualização desta reportagem.

Aos indiciados foram imputados os crimes de desvio de verbas públicas, fraude em licitação, lavagem de dinheiro, participação em organização criminosa e obstrução de justiça. Segundo a PF, o relatório foi apresentado à Justiça Federal e está à disposição do Ministério Público Federal.

Informações do G1SE.

 

Por: Redação Mais Sertão
Portal de notícias fundado em 2015 a partir do até então 'Portal Mais Glória'. Somos coordenados por uma equipe de jornalistas comprometidos com a imparcialidade e exibição de notícias em tempo real.
Enium Soluções Digitais

Deixe seu comentário!