Governador anuncia formatura de novos PMs para o dia 11 de outubro


- 20 de setembro de 2017 | - 3:59 - - Home »

por ASN

Em entrevista ao programa Balanço Geral Sergipe, na TV Atalaia, apresentado por Fábio Henrique, na manhã desta quarta-feira, 20, o governador Jackson Barreto falou dos investimentos recentes feitos na área de segurança e de outras áreas prioritárias da gestão estadual. O chefe do Executivo estadual informou que, no próximo dia 11 de outubro, será realizada a formatura de 240 novos policiais militares do último concurso realizado pelo Estado.

“Conversamos com o coronel Marcony a respeito da data, véspera do feriado de 12 de outubro. São 240 novos PMs que serão integrados à polícia parareforçar o trabalho de segurança no estado”, afirmou o governador.

Além disso, nessa terça-feira, 19, novas viaturas foram entregues ao Batalhão de Policiamento Turístico (BPTur) da Polícia Militar do Estado de Sergipe. Na mesma data, foram promovidos 131 praças e oficiais do Corpo de Bombeiros de Sergipe (CBMSE) e serão promovidos 214 policiais da PM/SE nesta quarta, em solenidade realizada no Teatro Tobias Barreto na noite desta quarta. O governador lembrou que as promoções valorizam os profissionais de segurança de Sergipe.

“As promoções são possíveis graças a lei criada no nosso governo, da Progressão por Tempo de Serviço(PTS). Também já nomeamos cerca de 200 policiais civis do último concurso que promovemos, que tinha previsão para 100 vagas. Na manhã de ontem, estivemos presentes na festa de promoção de 131 bombeiros. Essas promoções partem de um grande esforço da nossa gestão diante de todas as dificuldades que estamos passando, mas precisamos valorizar nossos policiais e bombeiros. Paralelo a isso, estamos preparando editais para novos concursos da PM, Corpo de Bombeiros e delegados para o próximo ano”, explicou Jackson.

Estradas

Questionado sobre a situação das estradas estaduais, Jackson relatou que estão sendo feitos investimentos para recuperação das vias, porém o volume de chuvas tem dificultado uma ação permanente. “Estamos com um trabalho diário de tapa-buraco, mas há rodovias estaduais construídas há muitos anos. A gente faz a recuperação, mas a chuva de forma permanente, cada vez mais, aprofunda os buracos. Mesmo assim, não podemos abandonar a população e continuamos trabalhando. Por exemplo, passamos a semana passada e retrasada recuperando as rodovias da região de Nossa Senhora das Dores: Dores/Capela, Dores/Feira Nova, Dores/Ribeirópolis, Dores/ Siriri. Enquanto isso, as chuvas continuam a cair e abrir novos buracos. Há um mês recuperamos as vias que ligam a Lagoa do Rancho a Monte Alegre; Lagoa do Rancho a Porto da Folha e Porto da Folha a Gararu. Porém já estou preocupado com essas estradas, pois teremos a Festa da Vaquejada de Porto da folha neste fim de semana e já vou falar com o secretário Valmor para fazer mais uma vez a operação tapa-buraco nessa região porque o volume de veículos será grande e é necessário esse trabalho mais uma vez. Passamos mais de três semanas recuperando a rodovia que liga Lagarto a Tobias Barreto, agora estamos fazendo um investimento de mais de R$ 4 milhões exclusivamente em uma operação tapa-buraco entre Tobias Barreto e Poço Verde. Tivemos que fazer uma licitação, tamanho o número de buracos naquela área e recursos a serem empregados. Então, são investimentos que estão sendo feitos e ao mesmo tempo destruídos pelas chuvas. Todos sabem das dificuldades financeiras do Estado, mas estamos fazendo o que é possível”, disse Jackson.

O governador expôs que há um planejamento para a construção de novas rodovias estaduais, já que o trabalho paliativo tem resultado apenas em curto prazo, uma vez que as condições das estradas antigas não possibilitam que a solução venha apenas da recuperação. “Temos planejamento para construção de novas rodovias, mas não quero me precipitar e falar antes desses projetos serem aprovados, porém são recursos superiores a R$ 100 milhões para esse projeto”.

Rio São Francisco

O governador também falou da sua preocupação com o rio São Francisco e com o abastecimento da Grande Aracaju. Na última sexta-feira, 15, Jackson e o governador de Alagoas, Renan Filho, reuniram-se, no município alagoano de Penedo, para discutir ações efetivas para revitalização do São Francisco.

A preocupação do governador Jackson Barreto é principalmente com a baixa vazão do São Francisco e como isso tem afetado a captação de água para o abastecimento de cerca de 1,5 milhão de sergipanos. A vazão do rio vem sendo reduzida nos últimos anos, baixando de 1.300 m³/s para 600 m³/s, tendo alcançado 580 m³/s e com previsão de chegar a 550 m³/s.

“Fomos buscar a tecnologia usada no Sistema Cantareira na crise hídrica de São Paulo para não deixarmos nossa capital e a Grande Aracaju sem abastecimento. Minha preocupação é que, em novembro, não chova na cabeceira do rio e isso comprometa nosso abastecimento. A Chesf [Companhia Hidroelétrica do São Francisco] precisa discutir as questões referentes ao rio com os governadores, principalmente com Sergipe e Alagoas, que são os mais prejudicados com a redução da vazão”, argumentou Jackson Barreto.

Por: Paulo Pereira
Repórter do Programa Fala Sertão da FM Boca da Mata, Repórter da Rio FM e Diretor Executivo do Portal Mais Sertão. Radialista: DRT 5.1149/SP SINAJ: 06/17
Enium Soluções Digitais

Deixe seu comentário!