Filho do Prefeito e mais dois indicados não aceitam secretaria de saúde de Canindé


- 9 de novembro de 2017 | - 10:01 - - Home » » »

Breve histórico da saída de Dr. Murilo Porto de Andrade

Com larga experiência em administração pública em Saúde, Dr. Murilo Andrade foi Secretário em vários municípios do Estado de Sergipe. Lutando em Brasília atualmente, ele conseguiu recursos da ordem de R$ 2 milhões para a Saúde de Canindé de São Francisco. Ao levar a situação da Saúde ao atual prefeito as soluções não chegavam com a eficiência necessária para sanar tais questões. Murilo vinha administrando a duras penas e, percebendo a desatenção do prefeito, preferiu afastar-se do cargo.

A indicação de Darlan Rocha Barros: o primeiro indicado

Indicado pelo pai, prefeito Ednaldo Vieira Barros, Darlan Rocha Barros percebeu que teria em suas mãos a responsabilidade de gerenciar uma das secretarias mais complexas e pilar da atual gestão. Suceder Dr. Murilo não era só o papel de Secretário, o status e sentar por sentar na cadeira, mas sim suar a camisa, se debruçar e entender esse novo mundo diante da sua juventude de 20 e poucos anos. Além de tudo a responsabilidade em Darlan dobraria por ser ele filho primeiro do prefeito. A sociedade estaria toda voltada para essa nova fase administrativa na Saúde com Darlan Secretário. Se falhasse seria um fracasso total como estreante no serviço público que malograria sua imagem e curriculum para sempre. Avaliou e saiu pela tangente. Nos bastidores a informação é de que Darlan afirmou: “prefiro ajudar por fora (…)”.

Enfermeira Gerândia: a procurada que não aceitou o convite

Gerândia é enfermeira com larga experiência. Já trabalhou em Canindé de São Francisco na gestão do ex-prefeito Orlandinho Andrade. Nessa época Dr. Murilo Andrade foi Secretario Municipal de Saúde. Recentemente Gerândia foi procurada e não aceitou o cargo. A terceira via convidada tem nome desconhecido, mas, também não aceitou e a pasta segue sem ter quem se “apaixone” por ela.

A Secretaria Municipal de Saúde seguirá com quem? Na crítica geral: oposição, funcionários da própria gestão, sociedade de forma geral, sindicatos e outros núcleos, a gestão atual é a pior de todos os tempos porque o prefeito não sabe e nem procurar saber como administrar uma das prefeituras que trás em sua tradição a imagem de uma das mais importantes do Estado de Sergipe.

Por: Adeval Marques

Por: Paulo Pereira
Repórter do Programa Fala Sertão da FM Boca da Mata, Repórter da Rio FM e Diretor Executivo do Portal Mais Sertão. Radialista: DRT 5.1149/SP SINAJ: 06/17
Enium Soluções Digitais

Deixe seu comentário!