Postado em Cidades» Plantão» Slide - 25 de fevereiro de 2018 - 10:07 - Sem Comentários

Ex-vereador acusa prefeito de perseguir universitária 

Luciano Pimentel irá levar o caso a Alese.

Arquivo pessoal.

O Prefeito São Domingos, Pedro da Silva, PT, está sendo acusado de perseguição a uma estudante universitária, proibindo-a de se deslocar daquele município até Aracaju no ônibus contratado pela Prefeitura para esta finalidade. 

A prejudicada seria Denise Vieira Bastos Santos, filha do ex-vereador e radialista Miguel Fuzuê. Quem formula a denúncia contra o prefeito é o próprio pai da jovem estudante de Biomedicina. 

E Miguel Fuzuê procurou uma alta instância da vida política do Estado para dar conhecimento público do que ele classifica de perseguição sem razão: a Assembleia Legislativa de Sergipe. 

O pai e profissional de comunicação acessou diretamente o deputado estadual Luciano Pimentel, PSB, e foi diretamente ao assunto. “Senhor deputado Luciano Pimentel, esta semana o prefeito de São Domingos, Pedro da Silva, PT, chegou ao cúmulo dos absurdos: por questões políticas, usou a força do cargo que ocupa para proibir uma jovem estudante de viajar no ônibus da Prefeitura até a universidade em Aracaju”, narrou Fuzuê. 

“O fato aconteceu essa semana. Para ser mais exato, na quinta-feira, dia 22.02.2018. O prefeito deu ordem expressa na Secretaria de Transportes que o ônibus só seguiria para Aracaju se a estudante universitária do curso de Biomedicina Denise Vieira Bastos Santos, minha filha, descesse, pois ali não é pra ela viajar em hipótese alguma”, informou o pai e comunicador. 

Para Miguel Fuzuê, a atitude do gestor de São Domingos “prejudica desta forma a estudante que não tem nada a ver com a posição política do pai”.

E apela Fuzuê: “Nesse sentido, senhor deputado Luciano Pimentel, solicitamos a vossa excelências que dê conhecimento deste fato perseguidor às demais autoridades,  à imprensa sergipana e que leve o assunto à tribuna da Assembleia Legislativa”, pontuou Miguel Fuzuê.

O deputado Luciano Pimentel se disse “surpreso” com a acusação ao prefeito, manifestou solidariedade a Miguel Fuzuê e à filha dele, Denise Vieira Bastos, e se comprometeu a levar o problema aos seus demais pares da Alese assim que retornar de Brasília na próxima quinta-feira. 

“Mas, de antemão, chamo a atenção para o fato de que o transporte escolar de São Domingos não é algo privativo do prefeito da cidade. É dos estudantes e, como tal, não cabe segregação a nenhum deles, pouco importa a simpatia política do estudante ou dos seus pais”, disse Luciano Pimentel.

“Eu pensei que já tinha visto de um tudo. Mas, diante desta atitude do prefeito do PT, percebo que não. Por isso que já estou tomando medidas judiciais”, diz Miguel Fuzuê.

JL Política 

Por: Redação Mais Sertão
Portal de notícias fundado em 2015 a partir do até então 'Portal Mais Glória'. Somos coordenados por uma equipe de jornalistas comprometidos com a imparcialidade e exibição de notícias em tempo real.
Enium Criação de Sites

Deixe seu comentário!