Eleita a nova Diretoria e Conselho Fiscal do Sindiserve Glória


- 18 de junho de 2019 | - 5:33 - - Home » » » »

Servidores reunidos em Assembleia Geral do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Nossa Senhora (Sindiserve Glória) elegeram por unamidade a chapa única “Resistência e Luta” para Direção e Conselho Fiscal do Sindicato. Após a eleição, a comissão eleitoral empossou os novos diretores que vão conduzir o sindicato no próximo triênio (2019 – 2022).

A nova direção é formada por servidores de diversas categorias que compõem o funcionalismo público municipal. “Hoje encerramos uma gestão com a sensação de dever cumprido e iniciamos outra gestão formada por servidores que compõem o grupo político que vem conduzindo o Sindiserve desde 2009”, destacou Marcos Rogério, Coordenador Geral do sindicato. 

Segundo Renata Oliveira, Coordenadora Geral do Sindiserve, a nova gestão reafirma o compromisso de continuar construindo de forma coletiva e democrática nossa entidade sindical. “O sindicato somos todos nós”, frisou Renata.

“O Sindiserve Glória é uma referência para organização da classe trabalhadora em Sergipe por ser um sindicato organizado, de luta, combativo, classista”, destacou Itanamara Guedes, diretora da Fetam e do Sindiserve.  “Tenho muito orgulho de fazer parte da construção desse sindicato e saber que a nossa luta coletiva contribuiu para a melhoria das condições de trabalho e salário e para qualidade do serviço público municipal”, completou Itanamara.

A Assembleia, realizada no dia 11 de junho, contou com a presença de diversos servidores. Prestigiaram a atividade o Professor e Deputado Estadual Iran Barbosa, professores da rede municipal, o representante do SINTESE Hugo, a vereadora Nininha, coordenadora do CREAS Regivania Moraes e o radialista Valter Freitas.

Palestra sobre a reforma da previdência

Durante a Assembleia, ocorreu a palestra do Professor e Deputado Iran Barbosa sobre a reforma da previdência. Em sua fala, o parlamentar saudou a nova direção e destacou os principais pontos da reforma, que prejudicará todos os trabalhadores e trabalhadoras do setor público, em especial os servidores municipais.

O projeto de reforma da previdência que tramita Congresso Nacional atinge principalmente as mulheres, os trabalhadores rurais e os mais pobres. Se o Congresso Nacional aprovar o texto da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 006/2019, além da obrigatoriedade da idade mínima para aposentadoria de 65 anos para os homens e 62 para as mulheres, o valor das aposentadorias será drasticamente rebaixado. Para ter acesso ao benefício integral, os trabalhadores e trabalhadoras terão de contribuir por, pelo menos, 40 anos, e pagar mais, uma vez que a proposta aumenta a alíquota de contribuição.

Arraiá do Sindiserve

A noite foi encerrada com o Arraiá do Sindiserve para comemorar a posse da nova direção e os santos do mês junino. No arraiá  teve muita animação e arrasta pé ao som do sofoneiro Tenente e banda.

#SouForte
#SouSindiserve

Por: Redação Mais Sertão
Portal de notícias fundado em 2015 a partir do até então 'Portal Mais Glória'. Somos coordenados por uma equipe de jornalistas comprometidos com a imparcialidade e exibição de notícias em tempo real.
Enium Soluções Digitais

Deixe seu comentário!