Postado em Esportes» Futebol - 5 de outubro de 2015 - 20:49 - Sem Comentários

Confiança pressiona Londrina, mas equipes não saem do empate em 0 a 0

A atmosfera era toda azul na Arena Batistão, que recebeu grande público para um dos jogos mais importantes dos últimos anos para o Confiança. Foi registrada a presença de 12.742 torcedores. A partida não era menos representativa para os londrinenses. Por isso, um confronto muito estudado nos minutos iniciais. O Londrina assustou em um lance de bola parada no início. Só que logo em seguida o Confiança foi se assentando taticamente e criou algumas situações, mas as finalizações não foram das melhores.

Batistão recebe grande público (Foto: Luciano Otávio)

No segundo tempo, o time sergipano começou melhor, mas continuou rifando a última bola. Foi crescendo mais e mais, mas nada de gol. A situação permaneceu assim até o final, no empate em 0 a 0.

O jogo da volta está marcado para daqui a duas semanas. Londrina e Confiança se enfrentam novamente no dia 18 de outubro, desta vez, no Estádio do Café, em Londrina, às 19h. Neste confronto, um novo empate sem gols leva a decisão para os pênaltis. Qualquer outro empate com gols, a vantagem é do Confiança na busca pelo acesso. Quem vencer, fatura a vaga na Série B do Brasileirão.

Confiança apresenta maior volume de jogo no primeiro tempo (Foto: Luciano Otávio)Estudado

Confiança e Londrina iniciaram a batalha por uma vaga na Série B do ano que vem muito aplicados taticamente. Ambos os times estavam bastante atentos na marcação, abrindo poucos espaços para o adversário e, consequentemente, arriscando menos. O jogo estava bastante estudado. A primeira chance mais clara de gol foi dos visitantes. Em cobrança de falta, Zé Rafael mandou a bola no travessão. Enquanto isso, a equipe sergipana demonstrava volume de jogo maior, chegava até mais vezes à meta paranaense, porém com pouca efetividade. Na maioria das vezes, os jogadores azulinos se precipitavam, como no lance em que o volante Elielton tinha opções de jogada pelos dois lados e preferiu arriscar de longe, com um chute sem direção.

O Confiança foi aumentando a intensidade de jogo e passou a dominar a partida de vez nos minutos finais. Robinho teve duas grandes oportunidades de abrir o placar para os proletários. Na primeira, aos 42 minutos, recebeu a bola dentro da área e finalizou bem, mas parou na defesa do goleiro Vitor. Logo em seguida, ele carregou a bola, passou por todo mundo, mas finalizou fraco.

Na etapa complementar, o Confiança prosseguiu com mais posse de bola que os visitantes. Mas nos primeiros minutos, permaneceu rifando a última bola. De fora da área, Robinho e depois Rômulo finalizaram com chute fraco, no centro do gol, para a fácil defesa de Vitor. Em uma outra oportunidade, Ney Maruim recebeu a bola em boa condição na direita, poderia ter cruzado, mas resolveu finalizar de primeira, para fora.

Os minutos se passavam e o Confiança parecia chegar cada vez mais perto do gol. Wallace Pernambucano chutou colocado e a bola passou bem perto do gol. Logo em seguida, a torcida vibrou no Batistão, mas não era o gol dos donos da casa. Alarme falso. Após cabeçada à queima roupa de Diego Ceará, Vitor fez uma defesa meio confusa e a bola chegou a bater no travessão. Muitos acharam que a bola entrou antes de o goleiro do Londrina afastá-la.

O Londrina estava acuado no jogo, apenas tentando suportar a pressão dos anfitriões. Mas chegou com perigo na cabeçada de Rafael Gava. O goleiro do Confiança, Rafael Sandes, fez uma defesa sensacional. Nos minutos finais, os jogadores do Londrina ainda reclamaram um pênalti, mas o árbitro entendeu que não foi.

Confiança e Londrina fizeram jogo tenso na Arena Batistão (Foto: Luciano Otávio)
Globoesporte.com

 

Por: Mateus Santos
Atualmente na redação do Portal Mais Sertão de Nossa Senhora da Glória. Natural de Itabaiana, apaixonado por tecnologia, mídias e redes sociais.
Enium Criação de Sites

Deixe seu comentário!