OPINIÃO: Amor, Ordem e Progresso


- 14 de setembro de 2015 | - 7:08 - - Home » »

Medo. Essa é a palavra. Medo do futuro brasileiro.

Esse será o sentimento de quem parar e analisar o momento que o país vive.

O culpado? Não é só a Dilma, cara pálida! Toda a corja politiqueira tem culpa.

A crise moral e política são muito maiores que a crise econômica.

O rebaixamento do grau de investimento do Brasil é só o começo. Para os que não entendem o significado disso… seria como se a maior fofoqueira da cidade espalhasse que você está falindo e não tem dinheiro pra pagar o que deve. Pode até ser mentira, mas o dono da mercearia vai pensar duas vezes antes de lhe vender “fiado”. Sem dinheiro pra comprar a vista e sem a confiança do vendedor, as coisas tendem a piorar.

Tudo isso é fruto de uma disputa de interesses pessoais em um sistema político falido.

Concordo. O governo Dilma gastou mais do que tinha. Insistiu na incompetência. Confiou numa política econômica baseada no sucesso da Petrobras e na produção de petróleo (erro fatal). Prometeu o que não podia cumprir (o que não é novidade). Agora tem que cortar na carne dolorida do brasileiro. Fies, Pronatec, Ciência sem Fronteiras, Minha Casa Minha Vida, PAC… tudo o que era necessário ao desenvolvimento de um país emergente.

Quando começou a correr atrás do prejuízo, já era tarde demais.

Quando buscou ajuda pra sair do buraco, foi empurrado no precipício.

O mal do Brasil não é só a incompetência presidencial, é o poder dos urubus instalados no Congresso Nacional (http://g1.globo.com/economia/noticia/2015/09/standard-and-poors-tira-grau-de-investimento-do-brasil.html). Eles que impediram (ou se abstiveram) de realizar as reformas de que o país tanto necessitava: tributária, previdenciária, política e até ministerial.

Agora o Congresso iniciou uma campanha pelo impeachment.

A mídia iniciou uma campanha pelo impeachment.

Eles precisam do seu apoio.

Pare e pense.

Quem governaria no lugar? Há alguém melhor no atual quadro político? Há alguém que consiga ser pior?

Em tempos como esse de indefinições e conspirações aconteceram os piores fatos da nossa história. Nas últimas vezes em que estivemos em situação semelhante…

…um marechal deu um golpe militar e exilou seu melhor amigo, fundando uma República que só funciona no papel…

…gaúchos e mineiros deram outro golpe militar e fundaram um Estado Novo que continuou com os velhos costumes politiqueiros e mesmos problemas…

…um grupo de militares armou mais um golpe e submeteu o Brasil a mais de 20 anos de opressão.

Em todos esses momentos a ambição pessoal de uns falou mais alto que o bem de todos os brasileiros. Políticos mudaram de ideologia do dia pra noite pra não perder a boa maré.

Todos eles usaram a bandeira verde-amarela como símbolo de seus movimentos.

Porém. Porém…

Progresso já não existe. A Ordem parece estar com seus dias contados.

Que nos reste o Amor por essa pátria-mãe-gentil ao tomar nossa decisão.

 

P.S.: se eu escrevesse sobre as picuinhas políticas de qualquer cidade do sertão sergipano despertaria a curiosidade de mais leitores. Poucos notaram, mas a crise Federal será mais sentida nas administrações dos pequenos municípios. Se antes a incompetência usava mentirosamente a desculpa da falta de verba, pode acreditar, agora será verdade. Então, abra sua mente e procure se interessar mais pelo seu país.

 

 

Por: Denisson Santos
Canindeense, católico, apaixonado pelo Sertão, quase doutor em Engenharia de Processos. Aprendiz na Política, amante da leitura.
Enium Soluções Digitais

Deixe seu comentário!